Morales promete medidas drásticas após acidente da Chapecoense

Presidente da Bolívia, Evo Morales, disse que medidas drásticas serão tomadas para determinar o responsável pelo acidente do avião que levava a equipe da Chapecoense e que caiu na noite de segunda-feira,  matando 71 pessoas; aparentemente o avião BAe 146, da empresa aérea boliviana Lamia, ficou sem combustível, perdeu a energia elétrica e se preparava para um pouso de emergência quando colidiu com as montanhas

22/02/2016 - Bolívia - Evo Morales e aliados em entrega de obras para ligar La Paz a El Alto, no dia em que boatos sobre sua derrota em referendo surgiram com apuração dos votos. Foto: Enzo de Luca/ ABI
22/02/2016 - Bolívia - Evo Morales e aliados em entrega de obras para ligar La Paz a El Alto, no dia em que boatos sobre sua derrota em referendo surgiram com apuração dos votos. Foto: Enzo de Luca/ ABI (Foto: Paulo Emílio)

Reuters - Medidas drásticas serão tomadas para determinar o responsável pelo acidente desta semana do avião que levava a equipe da Chapecoense, disse nesta sexta-feira o presidente da Bolívia, Evo Morales.

O desastre ocorrido na noite de segunda-feira matou 71 pessoas e chocou torcedores de futebol de todo o mundo. Aparentemente o avião BAe 146, da empresa aérea boliviana Lamia, ficou sem combustível, perdeu a energia elétrica e se preparava para um pouso de emergência quando colidiu com as montanhas.

Só seis pessoas a bordo sobreviveram, entre elas três jogadores do clube catarinense, que seguia para disputar a maior partida de sua história: o jogo de ida da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional de Medellín.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247