Morre de Covid nos EUA negacionista que queria ser tratada com ivermectina

Veronica Wolski ficou conhecida por exibir faixas com discursos negacionistas em uma ponte em Chicago

Veronica Wolski
Veronica Wolski (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Morreu de Covid-19 na manhã desta segunda-feira (13), no Amita Resurrection Health Medical Center, em Chicago, nos Estados Unidos, Veronica Wolski, mulher de 64 anos que exigia ser tratada com ivermectina, medicamento comprovadamente ineficaz no combate ao coronavírus.

Pelas redes sociais, Veronica costumava divulgar desinformação sobre a pandemia. "Nunca usei máscara. Chamei a polícia para pessoas que tentaram me obrigar a usar máscara”, disse ela, por exemplo, em um vídeo. 

A senhora ficou conhecida por exibir faixas com discursos negacionistas em uma ponte em Chicago.

PUBLICIDADE

A hospitalização de Veronica foi notícia no último mês depois que seu marido e apoiadores divulgaram que ela queria ser tratada com o remédio ineficaz.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email