Movimentos sociais lançam no Brasil campanha contra bloqueio à Venezuela

Representantes do Comitê Brasileiro pela Paz na Venezuela se reuniram na sexta-feira (23) com o cônsul-geral venezuelano em São Paulo (SP), Manoel Vadell, para a entrega de um documento com assinaturas de brasileiros pedindo o fim do bloqueio econômico imposto pelo governo estadunidense ao país sul-americano

(Foto: Correo del Orinoco)

247 - Representantes do Comitê Brasileiro pela Paz na Venezuela se reuniram na sexta-feira (23) com o cônsul-geral venezuelano em São Paulo (SP), Manoel Vadell, para a entrega de um documento com assinaturas de brasileiros pedindo o fim do bloqueio econômico imposto pelo governo estadunidense ao país sul-americano, informa o Portal da CTB

O ato simbólico marcou o início da mobilização #NoMasTrump em território brasileiro. Conduzida solidariamente por comitês no mundo todo, a iniciativa pretende juntar 13 milhões de assinaturas e apresentá-las na próxima assembleia geral da ONU, dia 17 de setembro.

Vadell agradeceu a entrega das assinaturas e se disse solidário também à situação vivida pelo povo brasileiro. Sobre a Venezuela, ele explicou que o país atravessa o momento mais difícil desde o início do embargo imposto pelos EUA, em 2015, mas “mesmo com todas as dificuldades, seguem resistindo contra a ofensiva imperialista”.

“O discurso imperialista diz que a revolução bolivariana faz o povo da Venezuela passar fome, e é totalmente mentiroso. Há um bloqueio criminoso que aposta em submeter a população venezuelana a condições de necessidades atrozes para que ela derrube um governo legitimamente eleito. Só que eles nunca contaram com a força, a preparação e a consciência do povo venezuelano”, afirmou o representante diplomático.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247