Mubarak depende de novo julgamento para ser solto

Apesar de ter obtido a liberdade condicional em um processo sobre corrupção, o ex-presidente do Egito Hosni Mubarak, que deixou o poder em 2011, vai continuar preso em decorrência de outras acusações. Os advogados dele, porém, tentam na Justiça o fim da punição

Former Egyptian President Hosni Mubarak waves to his supporters inside a cage in a courtroom at the police academy in Cairo April 13, 2013. The retrial of former Egyptian President Hosni Mubarak was aborted on Saturday when the presiding judge withdrew fr
Former Egyptian President Hosni Mubarak waves to his supporters inside a cage in a courtroom at the police academy in Cairo April 13, 2013. The retrial of former Egyptian President Hosni Mubarak was aborted on Saturday when the presiding judge withdrew fr (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Renata Giraldi*
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Apesar de ter obtido a liberdade condicional em um processo sobre corrupção, o ex-presidente do Egito Hosni Mubarak, de 85 anos, que deixou o poder em 2011, vai continuar preso em decorrência de outras acusações. Os advogados dele, porém, tentam na Justiça o fim da punição.

No primeiro julgamento, que acabou em junho de 2012, Mubarak foi condenado à prisão perpétua, mas um tribunal superior determinou que ele fosse julgado novamente. O segundo julgamento começou em 11 de maio.

Mubarack é acusado de ser um dos responsáveis pela violência policial na contenção de manifestantes durante a onda de protestos que levaram à sua saída do poder, em fevereiro de 2011. Na ocasião, 850 pessoas morreram, de acordo com números oficiais.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa

Edição: Denise Griesinger

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email