Mulher dispara tiros na sede do Youtube e se mata

Um tiroteio deixou uma série de feridos na sede do YouTube, na Califórnia, nesta terça-feira 3; há relatos de ao menos quatro pessoas feridas; segundo a polícia local, a mulher suspeita de efetuar os tiros cometeu suicídio; a televisão local mostrou imagens de funcionários do YouTube saindo do prédio com as mãos levantadas

Um tiroteio deixou uma série de feridos na sede do YouTube, na Califórnia, nesta terça-feira 3; há relatos de ao menos quatro pessoas feridas; segundo a polícia local, a mulher suspeita de efetuar os tiros cometeu suicídio; a televisão local mostrou imagens de funcionários do YouTube saindo do prédio com as mãos levantadas
Um tiroteio deixou uma série de feridos na sede do YouTube, na Califórnia, nesta terça-feira 3; há relatos de ao menos quatro pessoas feridas; segundo a polícia local, a mulher suspeita de efetuar os tiros cometeu suicídio; a televisão local mostrou imagens de funcionários do YouTube saindo do prédio com as mãos levantadas (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247, com agências internacionais - O Departamento de Polícia de San Bruno, na Califórnia, está atualmente respondendo a relatos de um atirador ativo na sede do YouTube na cidade. As autoridades pediram que os moradores permaneçam longe da área.

Há relatos de ao menos quatro pessoas feridas, que foram hospitalizadas. Segundo a polícia local, a mulher suspeita de efetuar os tiros dentro da empresa cometeu suicídio. 

A televisão local mostrou imagens de funcionários do YouTube saindo do prédio com as mãos levantadas. Cerca de 1.700 pessoas trabalham no local.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247