Museu de Nova York avalia cancelar evento em homenagem a Bolsonaro

Museu de História Natural de Nova York avalia cancelar o evento promovido pela Câmara de Comércio Brasil - Estados Unidos, no qual o presidente Jair Bolsonaro receberá o título de "personalidade do ano"; "O evento não reflete de forma alguma a posição do museu de que há uma necessidade urgente de conservar a floresta Amazônica, que tem implicações tão profundas para a diversidade biológica, comunidades indígenas, mudanças climáticas e a saúde futura de nosso planeta. Estamos avaliando as nossas opções", disse a instituição em um comunicado

Museu de Nova York avalia cancelar evento em homenagem a Bolsonaro
Museu de Nova York avalia cancelar evento em homenagem a Bolsonaro

247 - O Museu de História Natural de Nova York avalia cancelar o evento promovido pela Câmara de Comércio Brasil - Estados Unidos, marcado para o dia 14 de maio, no qual o presidente Jair Bolsonaro receberá o título de "personalidade do ano". O possível cancelamento tem como motivo o fato do museu discordar de uma série de posicionamentos do governo brasileiro, com destaque para a área ambiental.

"O evento externo e privado no qual o atual presidente do Brasil deve ser homenageado foi reservado no Museu antes de o homenageado ser conhecido. Estamos profundamente preocupados, e estamos explorando nossas opções", destacou o museu nas redes sociais. Segundo reportagem do jornal O Globo, o museu teria dito que ainda não tem uma posição tomada sobre o assunto e também não disse quando isso poderá ocorrer.

"Estamos profundamente preocupados, e o evento não reflete de forma alguma a posição do museu de que há uma necessidade urgente de conservar a floresta Amazônica, que tem implicações tão profundas para a diversidade biológica, comunidades indígenas, mudanças climáticas e a saúde futura de nosso planeta. Estamos avaliando as nossas opções", ressaltou a direção do museu por e-mail.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247