Na Amazon de Bezos, homem mais rico do mundo, 20 mil funcionários contraíram Covid

Desde março, foram contaminados 19.816 empregados da Amazon, ou cerca de 1,44% do seu quadro de pessoal. O dono da empresa, Jeff Bezos, é um dos milionários que aumentaram seu patrimônio durante a pandemia

Jeff Bezos
Jeff Bezos (Foto: REUTERS/Joshua Roberts)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em março e abril, funcionários da Amazon realizaram greve e denunciaram a falta de equipamentos de proteção e aumento da propagação do coronavírus na empresa. Eles também pediam aumento de salários diante do risco que estavam sendo submetidos.

Segundo divulgou a sede da empresa em Seattle, desde março foram contaminados 19.816 empregados ou cerca de 1,44% do seu quadro de pessoal. Em Minnesota, a taxa é maior, já que 3,17% dos trabalhadores da companhia contraíram o vírus da Covid-19.

O empresário Jeff Bezos, dono da empresa, é o homem mais rico do mundo, tendo alcançado uma fortuna de mais de US$ 200 bilhões, segundo a revista Forbes. Em reais, considerando a cotação atual, isso equivale a mais de R$ 1 trilhão. Desde que a revista começou a monitorar os bilionários, ele é o primeiro a atingir esse valor.

Bezos também bateu outro recorde em julho ao ter o maior crescimento de riqueza em um único dia, quando adicionou US$ 13 bilhões ao seu patrimônio

Ele também é um dos milionários que aumentaram seu patrimônio durante a pandemia, em que a maioria da população empobreceu e seu funcionários foram infectados pela Covid-19.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247