Na Argentina, Fernández anuncia aumento de salário para trabalhadores do setor privado

O governo de Alberto Fernández anunciou um reajuste salarial de 4 mil pesos argentinos (cerca de R$ 270) para os trabalhadores do setor privado

Alberto Fernández
Alberto Fernández
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governo de Alberto Fernández anunciou um reajuste salarial de 4 mil pesos argentinos (cerca de R$ 270) para os trabalhadores do setor privado. De acordo com ministro do Trabalho, Claudio Moroni, “o importante desse benefício é que é um aumento de salário, não uma bolsa ou um benefício temporário ou contingente, é uma conquista permanente”.

A atual gestão de esquerda na argentina também anunciará nesta semana medida semelhante voltadas aos trabalhadores do setor público. O valor ainda está sendo negociado com os sindicatos.

Atualmente, a economia tem os índices de desemprego de 14% e de inflação de 55% anual registrados no último ano da gestão de Maurício Macri.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247