Não é “ajuda humanitária”, diz crítico de Maduro na Venezuela

Sociólogo venezuelano Edgardo Lander, membro da Plataforma do Cidadão em Defesa da Constituição, afirma que "isso certamente não é ajuda humanitária, e não é orientado com nenhum objetivo humanitário"; "Este é claramente um golpe realizado pelo governo dos Estados Unidos com seus aliados, com o Grupo Lima e a extrema direita na Venezuela", critica, em entrevista ao Democracy Now

Não é “ajuda humanitária”, diz crítico de Maduro na Venezuela
Não é “ajuda humanitária”, diz crítico de Maduro na Venezuela (Foto: Reprodução)

Publicado originalmente no Democracy Now, reproduzido pelo DCMVamos a Caracas, na Venezuela, para uma atualização sobre o impasse crescente entre o presidente Nicolás Maduro e o líder da oposição e autoproclamado presidente Juan Guaidó. Guaidó alegou que está se preparando para entregar ajuda humanitária da fronteira colombiana no sábado. Maduro rejeitou o plano, dizendo que o esforço é parte de uma tentativa mais ampla de derrubar seu regime.

Isso acontece quando o enviado especial de Trump à Venezuela e o falcão de direita, Elliott Abrams, lidera uma delegação dos EUA viajando de avião militar até a fronteira colombiana, supostamente para ajudar a entregar. As Nações Unidas, a Cruz Vermelha e outras organizações de ajuda humanitária se recusaram a trabalhar com os EUA para entregar essa ajuda à Venezuela, que, segundo eles, é politicamente motivada.

Falamos com o sociólogo venezuelano Edgardo Lander, membro da Plataforma do Cidadão em Defesa da Constituição. "Isso certamente não é ajuda humanitária, e não é orientado com nenhum objetivo humanitário", diz Lander. "Este é claramente um golpe realizado pelo governo dos Estados Unidos com seus aliados, com o Grupo Lima e a extrema direita na Venezuela."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247