'Não enviem aviões de guerra e bombas': presidente do Irã falará de plano de paz na ONU

O presidente iraniano Hassan Rouhani alertou contra a inundação de armas na região do golfo Pérsico e alertou contra jogar o Oriente Médio em "uma corrida armamentista", enquanto se dirigia à multidão em uma parada militar neste domingo

(Foto: AP Photo / Ebrahim Noroozi)

Sputnik - O presidente iraniano Hassan Rouhani alertou contra a inundação de armas na região do golfo Pérsico e prometeu revelar um plano para garantir o transporte marítimo através do estreito de Ormuz. Rouhani alertou contra jogar o Oriente Médio em "uma corrida armamentista", enquanto se dirigia à multidão em uma parada militar neste domingo.  

"Não envie aviões de guerra, bombas e outras armas perigosas para a região", declarou, advertindo que a República Islâmica "não permitirá que ninguém viole" suas fronteiras. "Forças estrangeiras podem causar problemas e insegurança ao nosso povo e à nossa região", acrescentou.  

Autoridades em Teerã acusaram os EUA de alimentar tensões ao instalar navios de guerra perto das águas iranianas e enviar mais tropas para o Iraque.  

Anteriormente, o Pentágono iluminou a implantação de forças adicionais para fortalecer a defesa aérea de seus aliados, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos, depois que Washington culpou o Irã pelos ataques de drones da semana passada às refinarias de petróleo sauditas. Os rebeldes houthis iemenitas assumiram a responsabilidade pelo ataque, enquanto Teerã negou qualquer envolvimento.  

Rouhani prometeu revelar um plano de segurança para o golfo Pérsico do qual outros países regionais possam participar. O plano garantirá paz e transporte seguro através do estreito de Ormuz, que liga o golfo Pérsico ao golfo de Omã e ao oceano Índico, destacou. As hidrovias se tornaram um hotspot nos últimos meses devido a vários incidentes marítimos de alto perfil envolvendo petroleiros.  

"Estendemos a mão da amizade a todos os nossos vizinhos", comentou o presidente iraniano, prometendo apresentar seu plano na Assembleia Geral da ONU em Nova York, onde deve chegar nesta segunda-feira.  

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, ponderou anteriormente que Washington está trabalhando para construir uma coalizão com o objetivo de alcançar uma "resolução pacífica" para a crise com o Irã. Teerã chamou isso de farsa, enfatizando que apenas os Estados do golfo Pérsico podem manter a segurança na região, e não as potências externas.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247