Não há nada de incomum com a saúde de Kim, diz Coreia do Sul

As autoridades da Coreia do Sul informaram nesta terça-feira (21) que "não há nada de incomum" acontecendo na vizinha Coreia do Norte após a mídia norte-americana dizer que o Kim Jong-un estaria em estado de saúde grave após uma cirurgia

(Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - De acordo com a agência de notícias sul-coreana Yonhap, tanto fontes ouvidas pela reportagem como o porta-voz de Seul, Kang Min-seok, confirmaram que "não há sinais incomuns identificados dentro da Coreia do Norte. Não há nada que possamos confirmar com relação ao alegado problema de saúde do presidente Kim", disse ainda.

No fim da noite desta segunda-feira (20), diversos jornais e emissoras dos Estados Unidos noticiaram, citando fontes de inteligência do governo de Donald Trump, que Kim Jong-un teria sofrido complicações em uma cirurgia. Alguns, inclusive, chegaram a noticiar uma morte cerebral do líder, informa a Ansa

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247