“Não precisamos de oração, precisamos de ação”, afirma jovem brasileira na ONU

A ambientalista Paloma Costa, 27 anos, aluna de Direito da UnB foi convidada pelo secretário-geral da ONU Antonio Gutierrez a participar da bancada de jovens. “A resposta que temos visto [para as queimadas na Amazônia] não é suficiente”, discursou. “Não precisamos de oração, precisamos de ação”

(Foto: Johannes EISELE / AFP)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Antes do discurso da ativista sueca Greta Thunberg na Cúpula do Clima das Nações Unidas (ONU), em Nova York, uma brasileira falou na abertura do evento nesta segunda-feira, 23.

A ambientalista Paloma Costa, 27 anos, aluna do curso de Direito da Universidade de Brasília e foi convidada pelo secretário-geral da ONU Antonio Gutierrez a participar da bancada de jovens.

“A resposta que temos visto [para as queimadas na Amazônia] não é suficiente”, discursou Paloma, que veio a Nova York por sua ligação com três diferentes organizações: a ONG Engajamundo, o projeto Climáticos e o Instituto Socioambiental.

Ela disse que o país falhou em ouvir as populações indígenas e também os jovens, que têm mudado seus hábitos a favor do meio ambiente. “Mas vocês não estão nos seguindo”, acrescentou. “Não precisamos de oração, precisamos de ação”, enfatizou a brasileira, no que foi aplaudida pela plateia de chefes de Estado, representantes de empresas e da sociedade civil, segundo informações do UOL.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email