Netanyahu quer impedir influência militar do Irã na Síria

"Estamos decididos a impedir que o Irã se estabeleça militarmente na Síria, seja em terra, no ar ou no mar", disse Benjamin Netanyahu, citado pelo The Independent

Premiê de Israel, Benjamin Netanyahu. 08/03/2015 REUTERS/Gali Tibbon/Pool
Premiê de Israel, Benjamin Netanyahu. 08/03/2015 REUTERS/Gali Tibbon/Pool (Foto: Leonardo Attuch)

Da Agência Sputinik

O primeiro-ministro de Israel, Benjamim Netanyahu, expressou a sua forte disposição de impedir que o Irã se torne um jogador militar na guerra civil da Síria.

"Estamos decididos a impedir que o Irã se estabeleça militarmente na Síria, seja em terra, no ar ou no mar", disse Netanyahu, citado pelo The Independent.

Além disso, o líder israelense acrescentou que o seu país não aceitará que Teerã siga reforçando as milícias xiitas e armando os combatentes do movimento militar libanês Hezbollah.

Moscou e Teerã fornecem ajuda militar e humanitária ao governo de Bashar Assad na sua luta pela integridade do país. Assim, milhares de unidades xiitas do Irã, Iraque e Líbano estão participando nas operações militares junto com as tropas governamentais sírias.

A Rússia, apoia militarmente Assad desde setembro de 2015. Não obstante, Israel, que segue formalmente neutro na guerra civil síria, prometeu, em diversas ocasiões, impedir os envios de armamento avançado aos combatentes do Hezbollah, organização que, como o Irã, não reconhece o Estado de Israel.

Além disso, em abril de 2016 Netanyahu confimou que Israel tinha levado a cabo ataques aéreos do território sírio, com o fim de impedir o fluxo de armas desde as Colinas de Golã, mas não revelou mais detalhes.

Mostrar mais: https://br.sputniknews.com/oriente_medio_africa/201611136806950-israel-siria-ira-influecia-militar/

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247