Nicarágua condena golpe na Bolívia e manifesta solidariedade com Evo

O governo nicaraguense liderado pelo presidente Daniel Ortega, que também tem estado no alvo de uma ofensiva golpista por parte de forças oligárquicas internas em conluio com o imperialismo estadunidense, condenou por meio de nota oficial o golpe de Estado na Bolívia, que depôs o presidente legítimo Evo Morales

(Foto: OSWALDO RIVAS - Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Por meio de nota oficial, o Governo de Reconciliação e Unidade Nacional da Nicarágua, também no alvo de uma ofensiva golpista comandada pelo imperialismo estadunidense, "denuncia e condena veementemente o golpe de Estado na República Plurinacional irmã da Bolívia, impondo a renúncia do Presidente Constitucional, companheiro Evo Morales Ayma, e do seu vice-presidente, doutor Álvaro García Linera". 

"Expressamos nossa rejeição e repúdio às práticas fascistas que ignoram a Constituição, as Leis e a institucionalidade que governam a vida democrática dos povos. Na Nicarágua, conhecemos, em nossa própria carne, aqueles crimes e práticas de ódio, que a violência que viola os Direitos Humanos e impõe racismo, terrorismo, crueldade, humilhação, tratamento aberrante e degradante, como parte de um roteiro não civilizado e destrutivo, que os impérios aplicam contra governos e processos progressistas, em congruência com seus organismos e com sicários locais de plantão", assinala a nota do governo do presidente Daniel Ortega.  

Em outro trecho, o governo nicaraguense declara que reconhece a dignidade e a coragem do presidente Evo, do companheiro Álvaro e da maioria do povo boliviano. E expressa a confiança em que o povo boliviano continuará a lutar.    

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247