Nobel da Paz se desculpa por ter recebido caixa 2 da Odebrecht

Vencedor do Nobel da Paz em 2016, o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, pediu desculpas aos colombianos por ter recebido uma doação irregular de US$ 400 mil feita pela Odebrecht em sua primeira campanha presidencial, em 2010; pagamento de caixa dois havia sido reconhecido horas antes do pedido de desculpas por Ricardo Prieto, um dos coordenadores na eleição

Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos. 24/11/2016 REUTERS/Jaime Saldarriaga
Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos. 24/11/2016 REUTERS/Jaime Saldarriaga (Foto: Giuliana Miranda)

247 - O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, vencedor do Nobel da Paz em 2016, pediu desculpas nesta terça-feira (14) aos cidadãos do país doação irregular de US$ 400 mil feita pela Odebrecht a sua primeira campanha presidencial, em 2010.

O pagamento da construtora brasileira por caixa dois foi reconhecido horas antes do pedido de desculpas por Ricardo Prieto, um dos coordenadores na eleição. Segundo o Ministério Público, o dinheiro foi usado para pagar 2 milhões de cartazes.

As informações são de reportagem da Folha de S.Paulo.

"Em uma rede social, o mandatário disse que não sabia e não autorizou o recebimento da doação não contabilizada que, segundo ele, violou 'as normas éticas e de controle que eu exigi que fossem impostas na minha campanha'.

"Lamento profundamente e peço desculpas aos colombianos por este fato vergonhoso que nunca deveria ter acontecido e da qual acabo de saber. Peço aos envolvidos que esclareçam o mais rápido possível esta atuação inaceitável."

O reconhecimento deverá complicar mais a situação política do presidente colombiano no momento em que começa a desmobilização das Farc após o acordo com a guerrilha que lhe rendeu o Prêmio Nobel da Paz."

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247