Novo atentado na Rússia mata mais 15 pessoas

Pelo menos 15 pessoas morreram hoje (30) e 23 ficaram feridas em decorrência de um novo atentado à bomba na cidade russa de Volgogrado; este atentado é o segundo em menos de 24 horas em Volgogrado: ontem, uma explosão em uma estação de comboios de Volgogrado foi causada por uma mulher-bomba

Pelo menos 15 pessoas morreram hoje (30) e 23 ficaram feridas em decorrência de um novo atentado à bomba na cidade russa de Volgogrado; este atentado é o segundo em menos de 24 horas em Volgogrado: ontem, uma explosão em uma estação de comboios de Volgogrado foi causada por uma mulher-bomba
Pelo menos 15 pessoas morreram hoje (30) e 23 ficaram feridas em decorrência de um novo atentado à bomba na cidade russa de Volgogrado; este atentado é o segundo em menos de 24 horas em Volgogrado: ontem, uma explosão em uma estação de comboios de Volgogrado foi causada por uma mulher-bomba (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da Agência Lusa

Moscou - Pelo menos 15 pessoas morreram hoje (30) e 23 ficaram feridas em decorrência de um novo atentado à bomba na cidade russa de Volgogrado, informou o vice-governador da região, Valisi Galushkin. Segundo ele, o balanço é preliminar.

O artefato explodiu, esta manhã, no interior de um trólei (meio de transporte comum nas cidades russas) do sistema de transporte público de Volgogrado, que ficou completamente destruído. O porta-voz do Comitê de Instrução russo, Vladimir Markin, confirmou se tratar de um atentado terrorista e anunciou a abertura de um inquérito.

O Comitê Nacional Antiterrorista da Rússia adiantou que os primeiros dados indicam que o atentado não foi provocado por um terrorista suicida, mas que a bomba foi colocada no interior do trólei, que se dirigia para o centro da cidade. Este atentado é o segundo em menos de 24 horas em Volgogrado: ontem (29) uma explosão em uma estação de comboios de Volgogrado foi causada por uma mulher-bomba.

Volgogrado, antiga Estalinegrado, foi cenário em 21 de outubro do atentado mais grave ocorrido na Rússia nos últimos anos, quando um terrorista suicida oriundo do Cáucaso matou seis pessoas. O atentado levantou dúvidas quanto à segurança dos Jogos Olímpicos de Inverno na cidade de Sochi, perto de Volgogrado, que devem começar em fevereiro.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247