Número de vítimas em novo ataque americano na Síria sobe para 15

A coalizão internacional liderada pelos EUA realiza ataques aéreos na região de Raqqa para apoiar o avanço das unidades curdo-árabes das Forças Democráticas da Síria contra o grupo Daesh; de acordo com a France Press, no entanto, o número de mortos já aumentou para 15, sendo quatro crianças; dezessete pessoas estavam feridas

A coalizão internacional liderada pelos EUA realiza ataques aéreos na região de Raqqa para apoiar o avanço das unidades curdo-árabes das Forças Democráticas da Síria contra o grupo Daesh; de acordo com a France Press, no entanto, o número de mortos já aumentou para 15, sendo quatro crianças; dezessete pessoas estavam feridas
A coalizão internacional liderada pelos EUA realiza ataques aéreos na região de Raqqa para apoiar o avanço das unidades curdo-árabes das Forças Democráticas da Síria contra o grupo Daesh; de acordo com a France Press, no entanto, o número de mortos já aumentou para 15, sendo quatro crianças; dezessete pessoas estavam feridas (Foto: José Barbacena)

247 - A coalizão internacional liderada pelos EUA realiza ataques aéreos na região de Raqqa para apoiar o avanço das unidades curdo-árabes das Forças Democráticas da Síria contra o grupo Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em muitos outros países).

"A aviação da coalizão internacional liderada pelos EUA provocou uma carnificina na localidade de Hunaida, na parte ocidental da província de Raqqa, que resultou em 10 civis mortos", comunicaram moradores locais à agência de notícias síria SANA.

De acordo com a France Press, no entanto, o número de mortos já havia aumentado para 15 e o balanço ainda poderia aumentar, pois alguns feridos estavam em estado grave. Dezessete pessoas estavam feridas.

Anteriormente, a coalizão internacional contra o terrorismo, liderada pelos EUA, reconheceu ser responsável pela morte de 396 civis em ataques aéreos realizados entre 2014 e 2017.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247