Obama espera 'momento da virada' no combate ao aquecimento global

Em discurso na abertura da COP21, em Paris, o presidente norte-americano disse nesta segunda-feira que os Estados Unidos aceitaram a responsabilidade de ajudar no combate a mudanças climáticas, como segundo país com maior número de emissão de gases causadores do efeito estufa, acrescentando que ação global é necessária para não prejudicar o crescimento econômico; ele também disse que espera ver o "momento da virada" no combate ao aquecimento global

Obama, na COP-21, em Paris 30/11/2015 REUTERS/Kevin Lamarque
Obama, na COP-21, em Paris 30/11/2015 REUTERS/Kevin Lamarque (Foto: Gisele Federicce)

PARIS (Reuters) - O presidente norte-americano, Barack Obama, disse nesta segunda-feira que os Estados Unidos aceitaram a responsabilidade de ajudar no combate a mudanças climáticas, como segundo país com maior número de emissão de gases causadores do efeito estufa, acrescentando que ação global é necessária para não prejudicar o crescimento econômico.

Em discurso em Paris, onde mais de 150 líderes mundiais estão reunidos para uma cúpula da ONU com objetivo de chegar a um acordo para tentar conter o aquecimento global, Obama disse que uma ameaça crescente da mudança climática poderia definir os rumos deste século mais drasticamente que qualquer outra.

"Como o líder da maior economia do mundo e segundo maior emissor... os Estados Unidos da América não só reconhecem o seu papel na criação deste problema, mas compartilhamos nossa responsabilidade de fazer algo sobre isso", disse Obama.

(Reportagem de Bate Felix e Barbara Lewis)

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Mundo

Israel bombardeia bases do Hamas

O exército de Israel bombardeou bases do Hamas na Faixa de Gaza alegadamente em represália aos lançamentos de mísseis de quarta-feira, anunciaram fontes das Forças Armadas do Estado sionista.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247