Obama: EUA não podem resolver sozinhos os problemas do mundo

Os Estados Unidos não podem resolver sozinho todos os desafios globais, tais como a luta contra o Daesh (proibido em muitos países, incluindo a Rússia) e o acordo de paz sírio, garantir a prosperidade e a segurança em todo o mundo, disse o presidente dos EUA Barack Obama ao jornal espanhol El País; "Eu acredito que a liderança americana é indispensável para a segurança e prosperidade do mundo (...).  Ao mesmo tempo, é claro que nenhuma nação — mesmo uma tão poderosa como os Estados Unidos — pode resolver desafios internacionais deste tipo sozinha", destacou citando questões como o enfrentamento ao grupo extremista EStado Islâmico e a crise dos refugiados 

Os Estados Unidos não podem resolver sozinho todos os desafios globais, tais como a luta contra o Daesh (proibido em muitos países, incluindo a Rússia) e o acordo de paz sírio, garantir a prosperidade e a segurança em todo o mundo, disse o presidente dos EUA Barack Obama ao jornal espanhol El País; "Eu acredito que a liderança americana é indispensável para a segurança e prosperidade do mundo (...).  Ao mesmo tempo, é claro que nenhuma nação — mesmo uma tão poderosa como os Estados Unidos — pode resolver desafios internacionais deste tipo sozinha", destacou citando questões como o enfrentamento ao grupo extremista EStado Islâmico e a crise dos refugiados 
Os Estados Unidos não podem resolver sozinho todos os desafios globais, tais como a luta contra o Daesh (proibido em muitos países, incluindo a Rússia) e o acordo de paz sírio, garantir a prosperidade e a segurança em todo o mundo, disse o presidente dos EUA Barack Obama ao jornal espanhol El País; "Eu acredito que a liderança americana é indispensável para a segurança e prosperidade do mundo (...).  Ao mesmo tempo, é claro que nenhuma nação — mesmo uma tão poderosa como os Estados Unidos — pode resolver desafios internacionais deste tipo sozinha", destacou citando questões como o enfrentamento ao grupo extremista EStado Islâmico e a crise dos refugiados  (Foto: Paulo Emílio)

Sputnik - Os Estados Unidos não podem resolver sozinho todos os desafios globais, tais como a luta contra o Daesh (proibido em muitos países, incluindo a Rússia) e o acordo de paz sírio, garantir a prosperidade e a segurança em todo o mundo, disse o presidente dos EUA Barack Obama em entrevista a um jornal espanhol.

A entrevista ao El Pais foi publicada enquanto Barack Obama começou sua visita à Espanha no sábado (10). No domingo, o líder norte-americano deve se reunir com o primeiro-ministro espanhol em exercício Mariano Rajoy e os cabeças de três maiores partidos espanhóis, ou seja, o Partido Socialista Operário de centro-esquerda, o Podemos de esquerda e o Cidadãos liberal.

"Eu acredito que a liderança americana é indispensável para a segurança e prosperidade do mundo. É por isso que estamos liderando a coalizão internacional para destruir o Daesh, trabalhando incansavelmente por uma solução diplomática para a guerra civil síria, contribuindo com mais ajuda humanitária do que qualquer outra nação e mobilizando uma cúpula global sobre os refugiados neste outono para promover novos compromissos. Ao mesmo tempo, é claro que nenhuma nação — mesmo uma tão poderosa como os Estados Unidos — pode resolver desafios internacionais deste tipo sozinha", disse Obama, citado pelo jornal El Pais.

Obama adicionou que os EUA "precisam de coalizões e parceiros que usem os pontos fortes de cada país".

"Por isso, estamos gratos à Espanha pelo seu contributo no treinamento das forças iraquianas no combate ao Daesh", disse o presidente americano. O chefe de Estado também destacou que o exército espanhol é crucial para a segurança da União Europeia e OTAN no Mediterrâneo.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247