Obama lamenta “tremenda tragédia” em Dallas

Presidente dos Estados Unidos conversou com o prefeito de Dallas, Mike Rawlings, para estender suas condolências e oferecer apoio após franco-atiradores matarem cinco policiais e ferirem mais seis; Obama disse que o governo federal irá providenciar qualquer assistência necessária para a cidade, à medida que lida com esta "tremenda tragédia"; ele também voltou a criticar a facilidade de acesso a armas pela população; ataque coordenado ocorreu depois que dois homens negros foram mortos por policiais brancos no país

Presidente dos Estados Unidos conversou com o prefeito de Dallas, Mike Rawlings, para estender suas condolências e oferecer apoio após franco-atiradores matarem cinco policiais e ferirem mais seis; Obama disse que o governo federal irá providenciar qualquer assistência necessária para a cidade, à medida que lida com esta "tremenda tragédia"; ele também voltou a criticar a facilidade de acesso a armas pela população; ataque coordenado ocorreu depois que dois homens negros foram mortos por policiais brancos no país
Presidente dos Estados Unidos conversou com o prefeito de Dallas, Mike Rawlings, para estender suas condolências e oferecer apoio após franco-atiradores matarem cinco policiais e ferirem mais seis; Obama disse que o governo federal irá providenciar qualquer assistência necessária para a cidade, à medida que lida com esta "tremenda tragédia"; ele também voltou a criticar a facilidade de acesso a armas pela população; ataque coordenado ocorreu depois que dois homens negros foram mortos por policiais brancos no país (Foto: Paulo Emílio)

Reuters - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta sexta-feira que conversou com o prefeito de Dallas, Mike Rawlings, para estender suas condolências e oferecer apoio após franco-atiradores matarem cinco policiais e ferirem mais seis em um ataque coordenado na cidade.

Obama disse ter conversado com Rawlings e disse que o governo federal irá providenciar qualquer assistência necessária para a cidade, à medida que lida com esta "tremenda tragédia".

"Ainda não sabemos todos os fatos, o que sabemos é que houve um perverso, calculado e desprezível ataque contra forças da lei", disse Obama após encontro com líderes da União Europeia antes de cúpula da Otan, na Polônia.

"Também sabemos que quando pessoas estão armadas com armas poderosas, infelizmente isso torna ataques como este mais mortais e mais trágicos. Nos próximos dias também teremos que considerar estas realidades", disse.

Obama afirmou ainda que conta com uma equipe para atualizá-lo sobre a investigação e que terá mais a dizer quando forem apurados mais detalhes sobre o ataque.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247