OEA acompanha os repetidos ataques de Trump à eleição mas segue em silêncio

A Organização dos Estados Americanos (OEA) tem observadores espalhados pelo país, em missão liderada pelo próprio Secretário-Geral, Luis Almagro

Trump e Biden participam do último debate presidencial destas eleições. 22/10/2020
Trump e Biden participam do último debate presidencial destas eleições. 22/10/2020 (Foto: Morry Gash/Pool via REUTERS)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Organização dos Estados Americanos (OEA) está acompanhando o processo eleitoral nos Estados Unidos e também os repetidos ataques do presidente do país, Donald Trump, ao sistema. A instituição inclusive tem uma missão de observadores distribuída pelos EUA, segundo Jamil Chade, do UOL.

Ainda que esteja acompanhando o pleito, a OEA até o momento não se pronunciou contra os ataques de Trump contra a lisura da eleição e da contagem de votos, que causa ainda mais instabilidade ao país em um período de já natural incerteza. Vale ressaltar que na vez da Bolívia o posicionamento da entidade foi bem mais incisivo.

A missão da OEA nos EUA é liderada pelo próprio Secretário-Geral da OEA Luis Almagro, o que é raro. Os observadores estão localizados em Iowa, Michigan, Geórgia, Maryland e o Distrito de Columbia. "Os observadores monitorarão questões relacionadas à organização e tecnologia eleitorais, participação política das mulheres, justiça eleitoral, financiamento político-eleitoral, votação postal, mídia e liberdade de expressão, e registro de eleitores".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247