Onda de calor deixa 22 mortos nos EUA

Tempo quente e umidade atinge 17 estados do pas; previso para essa sexta-feira era de 46 graus

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A população americana está acostumada a enfrentar invernos rigorosos. Neste ano, durante o verão, que também não costuma ser dos mais gentis, o país enfrenta uma das maiores ondas de calor de sua história. O tempo quente e seco atinge 17 estados e, de acordo com informações do The New York Times, foi o principal responsável pela morte de 22 pessoas, desde o início do verão.

O alerta continua no centro e no leste do país, com calor em excesso e umidade. A situação perigosa deve ampliar-se para os estados do Vale de Ohio e da costa leste durante o fim de semana. De acordo com o Serviço Nacional de Meteorologia, o calor demasiado é provocado por um aumento da pressão nos níveis mais altos da atmosfera, mantendo as temperaturas elevadas, acima de 38 graus.

Meteorologistas acreditam que a situação de risco pode agravar-se durante os próximos dias. A previsão era que essa sexta-feira fizesse 46 graus durante a tarde. A maior temperatura até o momento foi registrada em Iowa, no centro dos Estados Unidos, durante a tarde de ontem, quando a situação térmica chegou aos 51 graus. Autoridades locais equiparam as ruas com reservatórios de água improvisados para refrescar os pedestres. Representantes do sistema de saúde orientaram a população a beber muito líquido e permanecer em casa.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email