ONU defende aproximação entre Rússia e governo Trump

ONU vai saudar o restabelecimento das relações entre a Rússia e a administração do recém-eleito presidente dos EUA Donald Trump; segundo o vice-secretário-geral da organização, Jan Eliasson, "as relações com a Rússia serão um fator importante"; "É relevante como esse relacionamento vai se desenvolver em relação às crises no mundo, como na Síria, Ucrânia, e outras. Todos nós saudamos a melhora nas relações entre os EUA e a Rússia", destacou; segundo Eliasson, a cooperação bilateral "inclui várias áreas: começando com a imigração e os refugiados chegando até a mudança do clima"

ONU vai saudar o restabelecimento das relações entre a Rússia e a administração do recém-eleito presidente dos EUA Donald Trump; segundo o vice-secretário-geral da organização, Jan Eliasson, "as relações com a Rússia serão um fator importante"; "É relevante como esse relacionamento vai se desenvolver em relação às crises no mundo, como na Síria, Ucrânia, e outras. Todos nós saudamos a melhora nas relações entre os EUA e a Rússia", destacou; segundo Eliasson, a cooperação bilateral "inclui várias áreas: começando com a imigração e os refugiados chegando até a mudança do clima"
ONU vai saudar o restabelecimento das relações entre a Rússia e a administração do recém-eleito presidente dos EUA Donald Trump; segundo o vice-secretário-geral da organização, Jan Eliasson, "as relações com a Rússia serão um fator importante"; "É relevante como esse relacionamento vai se desenvolver em relação às crises no mundo, como na Síria, Ucrânia, e outras. Todos nós saudamos a melhora nas relações entre os EUA e a Rússia", destacou; segundo Eliasson, a cooperação bilateral "inclui várias áreas: começando com a imigração e os refugiados chegando até a mudança do clima" (Foto: Aquiles Lins)

Agência Sputnik - A ONU vai saudar o restabelecimento das relações entre a Rússia e a administração do recém-eleito presidente dos EUA Donald Trump.

O anúncio foi feito pelo vice-secretário-geral da organização, Jan Eliasson, em entrevista à Sputnik Internacional. Ao mesmo tempo o alto representante da ONU acrescentou que a entidade "acompanhará de perto as políticas que os EUA irão adotar".

Segundo Eliasson, "as relações com a Rússia serão um fator importante". "É relevante como esse relacionamento vai se desenvolver em relação às crises no mundo, como na Síria, Ucrânia, e outras. Todos nós saudamos a melhora nas relações entre os EUA e a Rússia", destacou o vice-chefe da ONU.

Segundo Eliasson, a cooperação bilateral "inclui várias áreas: começando com a imigração e os refugiados chegando até a mudança do clima".

Eliasson manifestou esperança de que as soluções tomadas "sirvam às pessoas e sirvam à paz e à reconciliação". A equipe de transição de Trump comunicou na segunda-feira (14) que o presidente eleito teve uma conversa telefônica com o presidente russo Vladimir Putin, se manifestando estar a favor de relações bilaterais fortes e duradouras.

Segundo a assessoria de imprensa do Kremlin, Putin informou Trump que saudaria uma parceria construtiva baseada na igualdade de direitos, respeito mútuo e não interferência em assuntos internos.

Ambos os políticos concordaram que o estado atual no qual se encontram as relações entre os dois países não é satisfatório e defenderam a normalização dos laços e a construção de alicerces nas relações econômicas.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247