Oposição venezuelana adotará medidas contra venda de petróleo para Cuba

A oposição venezuelana "está coordenando com seus aliados ações" para impedir a exportação de petróleo venezuelano para Cuba, declarou o líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó; "​Em coordenação com os nossos aliados, já estamos executando medidas para impedir que o petróleo dos venezuelanos continue a ser desviado para Cuba,postou no Twitter; em uma reunião com a diáspora venezuelana; os EUA anunciaram sanções contra companhias que fazem o transporte de petróleo para Cuba

Oposição venezuelana adotará medidas contra venda de petróleo para Cuba
Oposição venezuelana adotará medidas contra venda de petróleo para Cuba

Sputnik - A oposição venezuelana "está coordenando com seus aliados ações" para impedir a exportação de petróleo venezuelano para Cuba, declarou o líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó.

Juan Guaidó publicou esta declaração em sua conta no Twitter em 5 de março, mas não especificou de que aliados se trata concretamente.

"​Em coordenação com os nossos aliados, já estamos executando medidas para impedir que o petróleo dos venezuelanos continue a ser desviado para Cuba. Os usurpadores não continuarão a roubar nossos recursos para sustentar o modelo escuro que nos levou a esta tragédia. Vamos com tudo!", postou.

Hoje, em uma reunião com a diáspora venezuelana em Houston, Mike Pence anuncia que sanciona os navios da PDVSA e de duas companhias que transportam ilegalmente petróleo de Venezuela para Cuba. Não há mais petróleo para Cuba e para os corruptos do regime"

Na sexta-feira (5), foram conhecidas novas sanções norte-americanas contra duas empresas pelo fornecimento de petróleo venezuelano a Cuba e 34 navios da PDVSA que, segundo o alto representante da administração norte-americana, foram introduzidos a pedido da Assembleia Nacional controlada pela oposição.

Em 21 de janeiro, na Venezuela tiveram início protestos em massa contra o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, logo depois de ele assumir o segundo mandato presidencial. Em 23 de janeiro, o líder da oposição do país, Juan Guaidó, se autoproclamou presidente interino, tendo sido apoiado pelo Brasil, EUA e vários outros países. Maduro recebeu o apoio de tais países como a Rússia, México, China, Turquia, Indonésia e outros.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247