Oposição venezuelana naufraga, dizem dirigentes socialistas

As reações de dirigentes opositores venezuelanos às declarações do secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, sobre seu fracasso na tentativa de unificar a direita do país fazem parte de uma agenda de descrédito internacional desse setor político

Oposição venezuelana naufraga, dizem dirigentes socialistas

Prensa Latina - As reações de dirigentes opositores venezuelanos às declarações do secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, sobre seu fracasso na tentativa de unificar a direita do país fazem parte de uma agenda de descrédito internacional desse setor político.

Para as autoridades venezuelanas, o que poderia parecer um descuido de comunicação, em relação aos comentários do chefe da diplomacia dos Estados Unidos, é uma operação para se distanciar do fracasso do autoproclamado presidente encarregado, Juan Guaidó, em seu afã por chegar ao poder.

O chanceler Jorge Arreaza qualificou como grave o fato de Pompeo ter reconhecido seu fiasco; no entanto, disse que é 'mais patético ver a própria oposição se justificando e prometendo que agora sim vão se unir. Reconhecem seu papel de peões'. Nesse sentido, o site jornalístico Missão Verdade informou que a tentativa de desmontar o processo bolivariano por parte das administrações de Washington tiveram diferentes momentos, com o apoio à Coordenadora Democrática no começo deste século e mais recentemente com a Mesa da Unidade Democrática (MUD), disse.

Perante o cenário de fracassos da direita, depois da tentativa de golpe de Estado em 30 de abril, o representante especial da Casa Branca para a Venezuela, Elliott Abrams, recomendou ao chavismo buscar um consenso com a oposição para uma transição que desemboque em eleições, declaração que indica uma possível mudança na linguagem e a aparente renúncia a uma saída golpista para crise política.

Nessa linha, pareceria que a frase usada pelo gabinete do presidente norte-americano, Donald Trump, de que 'todas as opções estão sobre a mesa' poderia estar descartada, já que as ameaças estão sendo agora feitas em outro tom.

Não obstante, os Estados Unidos procuram as vias para intensificar o bloqueio econômico e com isso gerar descontentamento popular para exigir a abertura de um processo eleitoral que induza a um resultado como o das eleições legislativas de 2015.

O membro da diretoria nacional do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), Elias Jaua, afirmou que as divisões dentro da oposição não são novidade para os venezuelanos, que sofrem as consequências de uma concorrência sem limites para ver como eles chegam à presidência, mais rapidamente e pelos métodos mais extremistas.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

247 faz apelo por debate responsável na internet

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247