Organização empresarial de Trump tenta moratória junto ao Deutsche Bank

Segundo o jornal New York Times, Donald Trump não pode recorrer ao fundo de resgate de 500 bilhões de dólares criado pela Casa Branca e está negociando uma moratória com o banco alemão

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A pandemia do coronavírus tem levado credores e devedores a negociarem moratórias no pagamento de prestações de dívidas mas a Trump Organization não encontra facilidades no mercado financeiro. O Deutsche Bank decidiu um maior distanciamento em relação aos negócios de Trump após este ter assumido a presidência norte-americana.

O banco alemão emprestou dinheiro a Trump para vários projetos, incluindo um resort de golfe na Flórida, um hotel na capital dos EUA e um arranha-céu em Chicago. O resort, perto de Miami, encontra-se fechado devido à pandemia e o hotel em Washington fechou o seu restaurante e bar.

Os analistas consideram que o setor imobiliário é um dos mais vulneráveis da economia, com centros comerciais e hotéis por todo o país a terem de permanecer fechados para tentar conter a propagação da pandemia.

Mas, enquanto outras empresas do setor podem recorrer ao fundo de resgate de 500 mil milhões de dólares criado pela Casa Branca, o presidente e a sua família estão impedidos de o fazer, informa o New York Times.

De acordo com a Bloomberg, a questão é ainda mais complexa para o Deutsche Bank, uma vez que os empréstimos, negociados entre 2012 e 2015, incluem uma garantia pessoal de Donald Trump. O que significa que o banco alemão poderia ver-se na posição de ter de cobrar coercivamente uma dívida a um chefe de Estado em funções se a Trump Organization entrar em "default", informa o Jornal de Negócios.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email