"Os EUA não querem guerra com o Irã, mas também vão recuar", ameaça Pence

Vice-presidente dos EUA, Mike Pence, disse que o seu país não está buscando um conflito com o Irã, mas que também não pretende mudar de postura e recuar em meio às tensões com a República Islâmica; "O Irã não deve confundir a contenção americana com a falta de determinação americana", ressaltou

(Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, disse hoje que o seu país não está buscando um conflito com o Irã. Ainda assim, segundo ele, os EUA não pretendem mudar de postura e recuar em meio às tensões com a a República Islâmica.

"O Irã não deve confundir a contenção americana com a falta de determinação americana", disse Pence durante discurso em um encontro da associação Cristãos Unidos por Israel (CUFI).

EUA e o Irã estiveram recentemente à beira de uma guerra após a derrubada, por Teerã, de um drone norte-americano que supostamente teria violado o espaço aéreo iraniano. Após refletir sobre o cenário, o presidente dos EUA, Donald Trump, decidiu suspender um ataque de retaliação planejado, mas Washington desencadeou novas sanções contra o Irã, mantendo seus esforços para pressionar o Estado persa.

Os desentendimentos entre os dois países vêm aumentando desde a saída dos Estados Unidos, no ano passado, do acordo nuclear firmado entre Teerã e um grupo de potências internacionais conhecido como P5+1 em 2015, seguida pela imposição de novas sanções. Pressionado e sem opções, o governo iraniano resolveu adotar medidas unilaterais para contornar a situação, incluindo, mais recentemente, a decisão de enriquecer urânio a níveis superiores ao permitido pelo acordo nuclear (3,67%) a partir desta segunda-feira.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email