Otan pede para Rússia levar tropas de volta às bases

Pedido foi feito depois de uma reunião de emergência dos embaixadores da Otan em Bruxelas; "Nós pedimos que ambas as partes busquem imediatamente uma solução pacífica por meio do diálogo bilateral e mediação internacional", disse a Organização em comunicado; antes, o secretário-geral da Otan, Anders Fogh Rasmussen, pediu para a Rússia reduzir as tensões com a Ucrânia

Pedido foi feito depois de uma reunião de emergência dos embaixadores da Otan em Bruxelas; "Nós pedimos que ambas as partes busquem imediatamente uma solução pacífica por meio do diálogo bilateral e mediação internacional", disse a Organização em comunicado; antes, o secretário-geral da Otan, Anders Fogh Rasmussen, pediu para a Rússia reduzir as tensões com a Ucrânia
Pedido foi feito depois de uma reunião de emergência dos embaixadores da Otan em Bruxelas; "Nós pedimos que ambas as partes busquem imediatamente uma solução pacífica por meio do diálogo bilateral e mediação internacional", disse a Organização em comunicado; antes, o secretário-geral da Otan, Anders Fogh Rasmussen, pediu para a Rússia reduzir as tensões com a Ucrânia (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

BRUXELAS (Reuters) - A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) alertou a Rússia neste domingo de que uma ação militar contra a Ucrânia violará a legislação internacional e expressou grave preocupação sobre a autorização do Parlamento russo para uso da força.

Depois de uma reunião de emergência dos embaixadores da Otan em Bruxelas, a aliança pediu para que a Rússia leve suas forças de volta às bases e evite novas interferências na Ucrânia.

"Nós pedimos que ambas as partes busquem imediatamente uma solução pacífica por meio do diálogo bilateral e mediação internacional (...) e por meio do envio de observadores internacionais sob amparo do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas ou da Organização para Segurança e Cooperação na Europa (OSCE, na sigla em inglês).

Otan: ações da Rússia ameaçam a paz na Europa

BRUXELAS, 2 Mar (Reuters) - A Rússia está ameaçando a paz na Europa com suas ações militares na Ucrânia e deve imediatamente reduzir as tensões, disse neste domingo o secretário-geral da Otan, Anders Fogh Rasmussen.

"O que a Rússia está fazendo agora na Ucrânia viola o princípio da carta das Nações Unidas. Ameaça a paz e a segurança na Europa", disse Rasmussen a repórteres em Bruxelas antes de uma reunião dos embaixadores da Otan.

Rasmussen pediu para a Rússia reduzir as tensões e para que todas as partes "continuem todos os esforços para afastar essa situação perigosa".

(Reportagem de Robert-Jan Bartunek)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email