Países do Brics anunciam compromisso de combater o coronavírus

Os países do Brics se reuniram por videoconferência, comprometeram-se a combater conjuntamente o coronavírus e pediram a eliminação de sanções unilaterais

Bandeiras dos países do Brics
Bandeiras dos países do Brics (Foto: Telesul)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul concordaram em aumentar a colaboração na pesquisa de drogas e vacinas diante da ameaça da covid-19.

A Conferência Extraordinária de Ministros das Relações Exteriores dos países do Brics sobre a covid-19, foi realizada na noite desta terça-feira (28) , por meio de videoconferência para avaliar as ações que os países membros do bloco tomarão.

A reunião virtual presidida pelo ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, contou com a presença do ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, o ministro das Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, o ministro das Relações Exteriores da Índia, S. Jaishankar e o Ministro das Relações Internacionais e Cooperação da África do Sul, Naledi Pandor.

Os ministros do Brics concordaram em contribuir para a segurança global da saúde pública e mitigar os efeitos negativos da pandemia, que se tornou um risco não apenas para a saúde da humanidade, mas também para a economia mundial, afetando principalmente as cadeias produtivas, cadeias globais de comércio e suprimentos.

"Nossa avaliação geral das mudanças experimentadas pela comunidade internacional é que o risco de novas linhas divisórias, conflitos, o risco de ampliar a brecha entre países ricos e pobres está aumentando", disse o ministro das Relações Exteriores da Rússia  em entrevista coletiva após o término da reunião.

Os ministros das Relações Exteriores concordaram como uma medida de ação para combater as consequências da covid-19, a criação de um instrumento de crédito especial para financiar projetos de recuperação econômica nos países do Brics.

A medida planeja alocar até US $ 15 bilhões para ajudar as economias dos países membros do bloco a se recuperarem da crise da saúde, permitindo "a retomada da atividade econômica de pleno direito", disse Lavrov.

Durante a reunião, foi destacada a importância da reforma dos sistemas multilaterais, bem como a necessidade de contribuir para a segurança da saúde pública global por meio da criação de vacinas e medicamentos.

Da mesma forma, reafirmaram seu apoio aos esforços que, juntamente com a Agência das Nações Unidas, estão sendo realizados para promover novas tecnologias e que buscam garantir a segurança das informações internacionais, relata a Telesul

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247