Palestinos dizem que conferência convocada por EUA é conspiração

As autoridades da Palestina denunciam que a próxima conferência de Varsóvia, capital da Polônia, convocada pelos Estados Unidos, é uma conspiração contra a causa palestina; o Ministério das Relações Exteriores palestino diz em comunicado divulgado nesta quinta-feira (7) que esse evento persegue o objetivo de confirmar as posições e opiniões dos Estados Unidos sobre temas da região do Oriente Médio, em particular a questão palestina; a conferência está marcada para os dias 13 e 14 de fevereiro.

Palestinos dizem que conferência convocada por EUA é conspiração
Palestinos dizem que conferência convocada por EUA é conspiração

247, como HispanTV - As autoridades da Palestina denunciam que a próxima conferência de Varsóvia, capital da Polônia, convocada pelos Estados Unidos, é uma conspiração contra a causa palestina.

O Ministério das Relações Exteriores palestino diz em comunicado divulgado nesta quinta-feira (7) que esse evento persegue o objetivo de confirmar as posições e opiniões dos Estados Unidos sobre temas da região do Oriente Médio, em particular a questão palestina. A conferência está marcada para os dias 13 e 14 de fevereiro.

"Trata-se de uma conspiração que tem como objetivo evitar que os participantes tomem decisões independentes e livres sobre aspectos fundamentais baseados em suas posições de princípios, como o tema palestino", diz a nota.

O documento acrescenta que o Estado da Palestina não reconhecerá nenhum resultado desse evento nem de nenhuma outra reunião semelhante planejada pelo governo Trump e atuará como se essa conferência nunca ocorreu.

De acordo com o mesmo ministério, as intenções maliciosas de Washington foram reiteradas por Trump no discurso sobre o Estado da União, na terça-feira, quando reiterou que continuará a política de apoio absoluto a Israel.

Os palestinos se negam a manter conversações com as autoridades estadunidenses desde que Washington reconheceu a cidade de Jerusalém como a capital de Israel em dezembro de 2017.

O presidente da Autoridade Nacional Palestina afirmou que "os Estados Unidos já não estão qualificados para atuar como mediador no conflito palestino-israelense, devido a seu alinhamento com Israel e suas decisões contra o direito internacional sobre Jerusalém, os refugiados e outros temas.

A conferência tem caráter anti-iraniano e já foi denunciada pelo ministro das Relações Exteriores do país persa, Mohamad Yavad Zarif, o qual disse que o evento é "um circo desesperado" que desonrará os participantes.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247