Pandemia de coronavírus pode gerar meio bilhão de novos pobres no mundo, alerta Oxfam

A Oxfam, uma organização internacional que atua na busca de soluções para o problema da pobreza e desigualdade, acaba de divulgar um estudo no qual alerta que a pandemia do coronavírus poderia jogar mais de 500 milhões de pessoas na pobreza

(Foto: Rede Brasil Atual)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - "A pandemia do coronavírus poderia jogar mais de 500 milhões de pessoas para a pobreza, caso governos não atuem imediatamente para socorrer a renda e emprego de setores inteiros de suas economias. O alerta está sendo lançado pela Oxfam", escreve o jornalista Jamil Chade em sua coluna no UOL.

Estimativas da entidade apontam que o número de pessoas que pode passar a ter uma renda diária abaixo de US$ 5,5 aumentaria dos atuais 3,38 bilhões de pessoas para 3,9 bilhões. O aumento seria de 547 milhões.

"Na América Latina, o aumento da pobreza também corre o risco de ser importante. Pelas projeções, a região pode ganhar 54 milhões de pessoas extras com uma renda diária abaixo de US$ 5,5. No total, essa camada iria dos atuais 162 milhões para 216 milhões".

"Entre 6% e 8% da população mundial poderiam ser jogados para baixo da linha da pobreza e, na prática, atrasaria a luta contra a pobreza em mais de uma década. Em alguns locais do mundo, 30 anos de desenvolvimento poderiam ser desperdiçados, como na África ou Oriente Médio", escreve o colunista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email