Papa diz que pessoas que rejeitam homossexuais 'não têm coração'

O papa Francisco surpreendeu o comediante britânico Stephen K. Amos ao dizer-lhe "as pessoas que decidem rejeitar o outro por um adjetivo não têm coração humano", se referindo à comunidade LGBT; Amos, que é gay e não pratica nenhuma religião, se encontrou com o papa no programa do canal de TV BBC "Pilgrimage: The Road To Rome" 

Papa diz que pessoas que rejeitam homossexuais 'não têm coração'
Papa diz que pessoas que rejeitam homossexuais 'não têm coração'
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O papa Francisco surpreendeu o comediante britânico Stephen K. Amos ao dizer-lhe "as pessoas que decidem rejeitar o outro por um adjetivo não têm coração humano", se referindo à comunidade LGBT. A reportagem é do jornal Folha de S.Paulo. 

Amos, que é gay e não pratica nenhuma religião, se encontrou com o papa no programa do canal de TV BBC "Pilgrimage: The Road To Rome" (Peregrinação: a viagem até Roma).

Ele fez parte de um grupo de 15 celebridades que percorreram a pé o tradicional caminho que liga Canterbury, na Inglaterra, à Roma, em setembro do ano passado.

Ao chegar na capital italiana, o grupo foi informado pelos produtores do programa que o papa havia aceitado recebê-los para uma audiência.

"Eu disse não", contou Amos ao site inews. O comediante afirmou que têm criticado abertamente certos aspectos da Igreja Católica e que, por isso, não se sentia confortável em encontrar-se com o papa e ser abençoado por ele.

"Eu não poderia ir lá e fazer isso em sã consciência. Eu não sou assim", disse Amos.

O comediante perguntou então aos produtores se o grupo seria autorizado a fazer perguntas a Francisco.

"O papa responderá a quaisquer perguntas que vocês tiverem" foi a resposta que Amos recebeu.

Parte do encontro entre os dois foi divulgada pela BBC nesta sexta-feira (19) em uma rede social.

No vídeo, Amos diz: "Ao decidir participar desta peregrinação, sendo uma pessoa não religiosa, eu estava à procura de respostas e de fé. Mas, como um homem gay, eu não me sinto aceito".

"Dar mais importância ao adjetivo do que ao substantivo não é bom. Todos somos humanos e temos dignidade. Não importa quem você é ou como você vive a sua vida, você não perde a sua dignidade [por isso]", responde o papa.

papa Francisco surpreendeu o comediante britânico Stephen K. Amos ao dizer-lhe "as pessoas que decidem rejeitar o outro por um adjetivo não têm coração humano", se referindo à comunidade LGBT.

Amos, que é gay e não pratica nenhuma religião, se encontrou com o papa no programa do canal de TV BBC "Pilgrimage: The Road To Rome" (Peregrinação: a viagem até Roma). 

Ele fez parte de um grupo de 15 celebridades que percorreram a pé o tradicional caminho que liga Canterbury, na Inglaterra, à Roma, em setembro do ano passado. 

Ao chegar na capital italiana, o grupo foi informado pelos produtores do programa que o papa havia aceitado recebê-los para uma audiência.

"Eu disse não", contou Amos ao site inews. O comediante afirmou que têm criticado abertamente certos aspectos da Igreja Católica e que, por isso, não se sentia confortável em encontrar-se com o papa e ser abençoado por ele.

"Eu não poderia ir lá e fazer isso em sã consciência. Eu não sou assim", disse Amos.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247