Papa nomeia novos cardeais, incluindo crítico de Trump

Entre os nove novos cardeais elegíveis está o arcebispo de Washington, nos Estados Unidos, Wilton Gregory

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - Querendo deixar sua marca na Igreja Católica Romana para o futuro, o papa Francisco nomeou neste domingo 13 cardeais de oito países, incluindo nove nomes que são elegíveis para o conclave que elegerá seu sucessor após sua morte ou renúncia.

Entre os nove novos cardeais elegíveis, que o papa listou em um anúncio surpresa ao se dirigir aos peregrinos de sua janela com vista para a Praça de São Pedro, está o arcebispo de Washington, nos Estados Unidos, Wilton Gregory.

 Gregory, que se tornará o primeiro afro-americano a ocupar o cargo, tornou-se uma figura nacional nos últimos meses. Ele pediu mais diálogo para aliviar as tensões raciais nos Estados Unidos após a morte de George Floyd sob custódia da polícia de Minneapolis em maio.

 E também entrou em confronto indireto com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em junho passado, quando disse ter achado "desconcertante e repreensível" que uma Igreja Católica em Washington tenha permitido a Trump usar suas instalações para uma sessão de fotos. Apoiadores de Trump chegaram a denunciar Gregory.

 O papa Francisco já nomeou cerca de 57% dos cardeais elegíveis para o conclave.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247