Para organismo da ONU aumento do trabalho infantil é inaceitável

O diretor geral da FAO, o brasileiro José Graziano da Silva, qualificou nesta quarta-feira (12) de inaceitável o crescimento do trabalho infantil na agricultura. A FAO é o organismo das Nações Unidas encarregado da Alimentação e Agricultura

Para organismo da ONU aumento do trabalho infantil é inaceitável
Para organismo da ONU aumento do trabalho infantil é inaceitável (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Prensa Latina - O diretor geral da FAO, o brasileiro José Graziano da Silva, qualificou nesta quarta-feira (12) de inaceitável o crescimento do trabalho infantil na agricultura. A FAO é o organismo das Nações Unidas encarregado da Alimentação e Agricultura.

Lamentavelmente, 108 milhões de meninas e meninos entre cinco e 17 anos encontram-se em situação de trabalho infantil na agricultura, pecuária, silvicultura, pesca e aquicultura, expressou o brasileiro em uma mensagem a propósito da celebração do Dia Mundial contra o Trabalho Infantil.

Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), apontou Graziano, o número de crianças trabalhando na agricultura, aumentou em 10 milhões desde 2012. 'Isso é inaceitável', sentenciou.

Em sua mensagem, o responsável pela FAO assegurou que a pobreza no lar continua sendo causa comum do trabalho infantil na agricultura.

Nesse contexto, precisou, 'os programas de proteção social e as iniciativas de alimentação escolar vinculadas aos agricultores familiares têm demonstrado ser bons antídotos contra o trabalho infantil'.

O máximo representante da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, recordou o trabalho incansável desse organismo contra o emprego abusivo das crianças em áreas rurais e reiterou seu chamado a pôr fim a essa prática.

'Chegou o momento de ir para além da atenção exclusiva em redes globais de fornecimentos e começar a investir recursos para enfrentar o trabalho infantil em todas as situações', apontou.

A esse respeito, ele dimensionou que nesse empenho era também essencial envolver os trabalhadores agrícolas e as organizações de produtores.

Considerou de crucial o desempenho que em igual sentido está chamada a desempenhar a Aliança Internacional de Cooperação sobre o Trabalho Infantil e a Agricultura, fundada pela OIT e a FAO, junto a outros aliados.

Só juntos podemos criar mudanças para um futuro melhor, mais saudável e próspero para nossos meninos, enfatizou ao final de sua mensagem.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247