Partidários de Maduro traçam estratégias eleitorais em meio a boicote de setores da direita

O Partido Socialista Socialista Unido (PSUV) trabalha a partir desta terça-feira em quatro linhas estratégicas diante das próximas eleições parlamentares de 6 de dezembro, depois que setores da oposição de direita anunciaram que vão boicotar o pleito

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em uma reunião de líderes do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV) com o presidente Nicolás Maduro, realizada na segunda-feira (3), foram estabelecidas as linhas de atuação para conquistar a maioria dos votos no Parlamento.

Essas ações devem visar o fortalecimento das brigadas populares de prevenção e controle da Covid-19, apoiando a luta do governo contra a pandemia, alcançar a união popular do Grande Polo Patriótico, desenvolver uma campanha criativa adaptada às novas condições impostas pela pandemia e defender a verdade da Venezuela no mundo.

O presidente Nicolás Maduro apontou que a campanha deve estar alinhada com a nova realidade imposta pela pandemia e durante a qual não podem ocorrer comícios ou atividades com grandes multidões.

Quanto à divulgação da verdade do país, ele explicou a necessidade de trabalhar em todas as esferas, regional, nacional e internacional, nas redes sociais e em todas as plataformas possíveis, em conjunto com os movimentos sociais do mundo, informa Prensa Latina

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247