Paulo Nogueira Júnior: não estamos diante de um acordo de livre-comércio

O economista, ex-vice-presidente do Novo Banco de Desenvolvimento, Paulo Nogueira Júnior, afirma que "transcorreu de forma opaca a negociação entre União Europeia e Mercosul, concluída na semana passada" e que "não estamos diante de um acordo de livre-comércio".

247 - O economista, ex-vice-presidente do Novo Banco de Desenvolvimento, Paulo Nogueira Júnior, em artigo no jornal Folha de S.Paulo, afirma que "transcorreu de forma opaca a negociação entre União Europeia e Mercosul, concluída na semana passada" e que "não estamos diante de um acordo de livre-comércio". 

"O acordo Mercosul-União Europeia segue, em larga medida, o modelo geral da Alca (Área de Livre Comércio das Américas), lançada pelos Estados Unidos nos anos 90, que incluía todo um conjunto de normas detalhadas, nas áreas acima citadas, em troca de poucas vantagens comerciais nos Estados Unidos. "

"Outro risco agora é que os EUA e demais países desenvolvidos queiram fazer acordos semelhantes com o Mercosul para evitar que os europeus levem vantagem nos mercados do bloco sul-americano. À medida que isso ocorrer, ficará agravada a perda de autonomia na definição das políticas de desenvolvimento. "

"O leitor poderá perguntar, perplexo: europeus e americanos pensam, então, que somos idiotas? Talvez. "

"Eles contam, provavelmente, com o nosso fascínio atávico por aspectos intangíveis, etéreos desse tipo de negociação, entre eles o “prestígio” de fechar acordos com os principais países, a inserção no mundo “globalizado”, o sinal de “confiança” para os mercados e investidores internacionais etc."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247