Pequim corre risco de infecção de coronavírus por casos importados

Devido ao crescimento contínuo do número de novos casos da doença causada pelo novo coronavírus em todo o mundo, estima-se que a capital da China, Pequim, enfrenta o risco de sofrer novos casos importados de coronavírus, de meados até o fim de abril

(Foto: Xinhua)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O vice-chefe do centro municipal de controle e prevenção de doenças de Pequim, Pang Xinghuo,  disse que a cidade registrou um total de 173 casos importados até o último domingo (12). A autoridade sanitária acrescentou que a capital chinesa não registrou novos casos transmitidos localmente durante 20 dias consecutivos.

Até agora, nenhuma confirmação foi relatada por pessoas que retornaram da Província de Hubei, incluindo Wuhan, a Pequim, desde 8 de abril após uma suspensão de bloqueio de 76 dias na capital provincial.

Desde 8 de abril, testes de ácido nucleico foram feitos em 1.037 pessoas de Wuhan a Pequim, e todos os resultados apresentaram negativos.

Pang informou que Pequim adotará medidas de prevenção e controle estritas, precisas, classificadas, ordenadas e dinâmicas. Os indivíduos de alto risco serão submetidos a testes de ácido nucleico, bem como uma quarentena estrita em casa ou coletiva, informa a Xinhua.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247