Pesquisa de boca de urna aponta derrota de Netanyahu

De acordo com pesquisa de boca de urna feita pelo canal 12 de Israel o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu perdeu as eleições; cortejado pelo presidente Jair Bolsonaro, Netanyahu vê a sua reeleição ameaçada pelo rival Benny Gantz, que poderá ter quatro cadeiras a mais no parlamento

Pesquisa de boca de urna aponta derrota de Netanyahu
Pesquisa de boca de urna aponta derrota de Netanyahu

247 - Pesquisa de boca de urna feita pelo canal 12 de Israel deixa o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu preocupado. Cortejado pelo presidente Jair Bolsonaro, Netanyau vê a sua reeleição ameaçada pelo rival Benny Gantz, que poderá ocupar mais quatro cadeiras que o partido de Netanyahu no parlamento.

De acordo com a pesquisa, o partido Likud de Netanyahu tem 33 assentos e o Partido Azul e Branco – uma coligação de centro-esquerda – de Benny Gantz está com 37 assentos.

Atolado em investigações que o acusam de corrupção, a derrota de Netanyahu poderá enterrar de vez a vida política do primeiro-ministro israelenses. As pesquisas também indicam uma reviravolta na eleição, que indicavam como certa a sua vitória.

Mas apesar da indicação das pesquisas os resultados são vistos como muita cautela porque a diferença é pequena. Segundo o jornal Haaretz, o premiê teria uma ligeira vantagem quando computados todos os pequenos partidos e estaria mais próximo de formar um governo.

Segundo analistas, uma eventual derrota de Netanyahu seria um 'cartão vermelho' para a política externa do presidente norte-americano, Donald Trump, para a região.

"O inquilino da Casa Branca apressou-se a anunciar o seu apoio à anexação da Cisjordânia e, ao arrepio da maioria da comunidade internacional – com a exclusão do Brasil – aceitou considerar Jerusalém como a capital de Israel, levantando um coro de protestos que foi do Vaticano até à ONU", destaca O Jornal Econômico, de Portugal.

 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247