Pesquisas apontam vantagem de Maduro

Em sondagem divulgada nesta segunda-feira pelo Grupo de Investigação Social Siglo 21 (GIS 21), o presidente em exercício da Venezuela, Nicolás Maduro, tem 55,3% das intenções de voto, enquanto o adversário Henrique Capriles aparece com 44,7%; em outra pesquisa, feita pelo Instituto Venezuelano de Análise de Dados (Ivad), o candidato socialista aparece com 53,8% dos votos, com 23 pontos de vantagem sobre Capriles, que registrou 30,8%

Pesquisas apontam vantagem de Maduro
Pesquisas apontam vantagem de Maduro (Foto: Carlos Garcia Rawlins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Leandra Felipe
Correspondente da Agência Brasil/EBC

Bogotá - A duas semanas para as eleições presidenciais de 14 de abril na Venezuela, institutos de pesquisa no país mostram números favoráveis ao presidente interino, Nicolás Maduro, candidato pelo Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV). A margem de vantagem de Maduro sobre o principal oposicionista, Enrique Capriles, da coalizão Mesa de Unidade Democrática (MUD) varia de 10,6% a 23%.

Em sondagem divulgada hoje (1), pelo Grupo de Investigação Social Siglo 21 (GIS 21), Maduro tem 55,3% das intenções de voto e Capriles aparece com 44,7%. Em outra pesquisa, feita pelo Instituto Venezuelano de Análise de Dados (Ivad), o candidato socialista aparece com 53,8% dos votos, com 23 pontos de vantagem sobre Capriles que registrou 30,8%.

O Ivad colheu 1.200 entrevistas entre 19 e 23 de março. Segundo o instituto, a vitória de Maduro é esperada por 64,4% dos venezuelanos. A pesquisa do GIS 21 foi feita em 24 estados e ouviu 1.500 pessoas entre 18 e 23 de março. Segundo o diretor do GIS 21, Jesse Chacón, 64% da população disseram estar interessados no processo eleitoral e 20% declararam ter pouco interesse na disputa.

O voto não é obrigatório na Venezuela. O país escolherá o substituto de Hugo Chávez em um único turno de votação. Chávez morreu no dia 5 de março de complicações causadas por um câncer na região pélvica.

De acordo com o cronograma oficial das eleições, a campanha eleitoral começará oficialmente amanhã (2) de abril. No entanto, os dois candidatos já estão em campanha . Eles têm viajado por diversas cidades do país e usam os meios de comunicação públicos e privados, com entrevistas e programas especiais, em busca do apoio popular.

Edição: Aécio Amado

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email