Piñera não consegue apoio para Estado de Exceção e pode cair em breve

Mensagem do presidente chileno em rede nacional mudou de horário duas vezes e terminou ficando em anúncios vazios: convocou policiais reformados para fortalecer a segurança e processos contra supostos causadores de distúrbios. Deixou uma imagem de completo isolamento político

Aprovação de Piñera não para de cair
Aprovação de Piñera não para de cair (Foto: REUTERS/Jorge Silva)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Do Chile, especial para a Fórum – O anúncio em rede nacional prometido pelo presidente Sebastián Piñera terminou em um grande vexame político, que tornou ainda mais questionável a sua capacidade de se manter no poder.

Em sua mensagem, realizada após mudar duas vezes o horário da transmissão, o mandatário chileno anunciou que reforçará a segurança nacional, convocando policiais reformados (ou seja, aposentados), e iniciando processos contra responsáveis por atos de distúrbio e vandalismo acionando a Lei de Segurança Nacional, mas sem apresentar nomes dos supostos denunciados.

Além disso, voltou a falar dos seus projetos de renda universal (com valor pouco acima do salário mínimo) e reforma constitucional (mas sem assembleia constituinte), ambos rejeitados pelos movimentos sociais, nos dois últimos grandes protestos: o desta terça-feira (12) e o da sexta-feira passada (8), ambos com mais de um milhão de pessoas nas ruas.

Leia a íntegra na Fórum

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247