Polícia enfrenta manifestantes em visita de Merkel à Grécia

Dezenas de milhares de manifestantes desafiaram a proibição a protestos e reuniram-se na praça Syntagma para expressar descontentamento com a líder alemã, a quem muitos culpam por forçar medidas de austeridade à Grécia em troca de dois pacotes de resgate da UE e FMI, que somam mais de 200 bilhões de euros. Confira imagens dos conflito

www.brasil247.com - Polícia enfrenta manifestantes em visita de Merkel à Grécia
Polícia enfrenta manifestantes em visita de Merkel à Grécia (Foto: REUTERS/Grigoris Siamidis)


Por Noah Barkin e Karolina Tagaris

ATENAS, 9 Out (Reuters) - A polícia grega lançou gás lacrimogêneo e bombas de efeito moral contra manifestantes no centro de Atenas que tentaram ultrapassar uma barreira de segurança e alcançar a chanceler alemã, Angela Merkel, que visita o país nesta terça-feira.

Dezenas de milhares de manifestantes desafiaram a proibição a protestos e reuniram-se na praça Syntagma para expressar descontentamento com a líder alemã, a quem muitos culpam por forçar dolorosas medidas de austeridade à Grécia em troca de dois pacotes de resgate da UE e FMI, que somam mais de 200 bilhões de euros.

Alguns atiraram pedras, garrafas e paus contra a polícia, e tentaram passar pela barricada colocada para proteger Merkel, que se reunia com o primeiro-ministro grego, Antonis Samaras, no gabinete dele a muitas centenas de metros de distância.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A polícia deteve dezenas de manifestantes durante o evento, que foi um dos maiores protestos em meses no país.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os protestos estavam proibidos na maior parte do centro de Atenas e 6 mil policiais estavam de prontidão, incluindo unidades antiterroristas e franco-atiradores nos telhados, para garantir a segurança durante a primeira visita de Merkel desde que a crise da zona do euro surgiu na Grécia, no final de 2009.

"Merkel deveria ir para casa. Por que ela está aqui? Ela já nos feriu o suficiente", disse Mina Botsi, de 50 anos, mãe de dois filhos que está desempregada. "A única coisa que ela quer é mais e mais austeridade. Nós não aguentamos mais."

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A líder alemã tem várias razões para ir agora. Ela quis mostrar apoio ao primeiro-ministro grego Samaras, um colega conservador que luta para impor mais cortes a uma sociedade desgastada depois de cinco anos de recessão paralisante.

Em uma coletiva de imprensa conjunta, Merkel elogiou o governo grego pelo que ela descreveu como sucessos importantes nas reformas, mas disse que mais trabalho é necessário para reduzir a montanha de dívida do país e restaurar a competitividade.

"Muito foi conquistado", disse Merkel.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Samaras afirmou que os gregos estavam "sangrando", mas que se prenderão às promessas de reforma e que estão determinados a continuar no euro.

Professores, médicos e outros funcionários públicos paralisaram as atividades nesta terça-feira em um gesto de protesto, enquanto os sindicatos e os partidos políticos da oposição disseram que tomariam as ruas.

Na véspera da visita, milhares de sindicalistas reuniram -se na Praça Syntagma, diante do prédio do Parlamento grego, agitando bandeiras nacionais. Dentre as faixas estavam palavras de ordem que incluíam: "Não chore por nós, Angela" e "Angela, você não é bem-vinda."

(Reportagem adicional de Tatiana Fragou, Lila Chotzoglou, Renee Maltezou, Daphne Papadopoulou e Dina Kyriakidou, em Atenas,e Tom Kaeckenhoff, em Bonn)

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email