Polícia turca ataca manifestantes após prisão de jornalistas

A polícia turca usou gás lacrimogêneo e canhões d'água neste sábado (5) contra uma multidão de manifestantes que exigiam a libertação de jornalistas e editores do jornal de oposição Cumhuriyet em Istambul; país caminha para se tornar uma ditadura cada vez mais repressiva

A polícia turca usou gás lacrimogêneo e canhões d'água neste sábado (5) contra uma multidão de manifestantes que exigiam a libertação de jornalistas e editores do jornal de oposição Cumhuriyet em Istambul; país caminha para se tornar uma ditadura cada vez mais repressiva
A polícia turca usou gás lacrimogêneo e canhões d'água neste sábado (5) contra uma multidão de manifestantes que exigiam a libertação de jornalistas e editores do jornal de oposição Cumhuriyet em Istambul; país caminha para se tornar uma ditadura cada vez mais repressiva (Foto: Leonardo Attuch)

Da Agência Sputinik

A polícia turca usou gás lacrimogêneo e canhões d'água neste sábado (5) contra uma multidão de manifestantes que exigiam a libertação de jornalistas e editores do jornal de oposição Cumhuriyet em Istambul.

​Unidades policiais estão a tentar impedir os manifestantes de entrar no escritório do jornal, segundo relata a Reuters. ​

O protesto no centro de Istambul ocorreu horas depois de as autoridades turcas terem ordenado a prisão formal de nove funcionários do Cumhuriyet e detido mais funcionários pró-curdos, ampliando uma investigação supostamente antiterrorista que tem atraído muitas críticas do Ocidente. 

Na sexta-feira (4), os co-líderes do Partido Democrático dos Povos (HDP), da oposição pró-curda, também foram presos sem julgamento.

Mostrar mais: https://br.sputniknews.com/mundo/201611056730857-turquia-manifestantes-policia/

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247