Políticas de extrema-direita de Bolsonaro contrariam recomendações da OCDE

O Brasil pretende ingressar no clube dos países ricos, a OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico - OECD na sigla em inglês), contando com o apoio do governo direitista de Donald Trump. Mas, segundo reportagem da jornalista Talita Marchao, do UOL, o governo Bolsonaro vai na contramão do que a OCDE recomenda como boas práticas de governança

Políticas de extrema-direita de Bolsonaro contrariam recomendações da OCDE
Políticas de extrema-direita de Bolsonaro contrariam recomendações da OCDE
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Brasil pretende ingressar no clube dos países ricos, a OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), contando com o apoio do governo direitista de Donald Trump. Mas, segundo reportagem da jornalista Talita Marchao, do UOL, o governo Bolsonaro vai na contramão do que a OCDE recomenda como boas práticas de governança.

A reportagem aponta cinco temas entre algumas das recomendações feitas pela OCDE em contradição com o posicionamento do governo Bolsonaro.

A OCDE afirma que a redução da velocidade nas estradas as torna mais seguras. Mas o governo de Bolsonaro defende aumento dos limites de velocidade e a flexibilização de outras normas de comportamento no trânsito de veículos sob o pretexto demagógico de "acabar com a indústria das multas".

Outro ponto em que o governo Bolsonaro contraria normas da OCDE refere-se aos impostos sobre o cigarro. A OCDE recomenda não só o aumento de impostos, mas também as proibições de publicidade e até mesmo a criação do Dia Mundial sem Tabaco. Mas o governo Bolsonaro sinalizou que deve ir na direção contrária a essas determinações.

Outras contradições entre as diretrizes do governo Bolsonaro e as recomendações da OCDE referem-se à redução do desmatamento, a recursos para a educação e à integração de refugiados.

Leia a íntegra 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247