Porto-riquenhos pedem renúncia de governador após vazamentos no Telegram

Milhares de pessoas estão indo às ruas da capital de Porto Rico, San Juan, para exigir a renúncia do governador do território não incorporado dos Estados Unidos, Ricardo Rosselló, após o vazamento de polêmicas conversas mantidas pelo político em seu perfil no Telegram

Protestos em San Juan, Porto Rico, após vazamentos de conversas impróprias no Telegram
Protestos em San Juan, Porto Rico, após vazamentos de conversas impróprias no Telegram (Foto: REUTERS/ GABRIELLA N. BAEZ)

Sputnik Brasil - Milhares de pessoas estão indo às ruas da capital de Porto Rico, San Juan, para exigir a renúncia do governador do território não incorporado dos Estados Unidos, Ricardo Rosselló, após o vazamento de polêmicas conversas mantidas pelo político em seu perfil no Telegram.

Publicados pelo Centro de Jornalismo Investigativo de Porto Rico, os bate-papos incluem insultos graves e vulgares, alguns dos quais dirigidos ao músico Ricky Martin, à ex-presidente do Conselho de Nova York Melissa Mark-Viverito e à prefeita de San Juan, Carmen Yulín Cruz, que competirá com Rosselló na corrida pelo governo em 2020.

Entre o público dos protestos estão Ricky Martin, outros artistas e vários políticos. Além da própria ilha caribenha, outras regiões, do continente, também decidiram protestar, como Nova York, Los Angeles, Flórida, Texas, Michigan, Minnesota, Arizona, Massachusetts e Ohio.

​O escândalo, que foi apelidado de "Chatgate" e "Rickyleaks", já levou à renúncia ou demissão de pelo menos quatro pessoas envolvidas nas conversas. Quanto a Rosselló, ele anunciou na última terça-feira que não tem intenção de renunciar.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247