Prat-Gay: nosso destino é o Brasil

Ministro de Fazenda e Finanças argentino, Alfonso Prat-Gay, indica que não cumprirá a promessa de Mauricio Macri, novo presidente da Argentina, de desvalorizar o peso no 1º dia de mandato: “Não haverá feriado cambial (hoje). Vamos normalizar tudo o que está fora de ordem e não é pouco”, afirmou; ex-jogador de rúgbi e futebol, em entrevista ao ‘Estado de S. Paulo’, ele reforça a intenção da Argentina de se aproximar mais do Brasil: “Nosso destino é o Brasil. E a partir do Brasil vamos nos comunicar com o mundo”

Ministro de Fazenda e Finanças argentino, Alfonso Prat-Gay, indica que não cumprirá a promessa de Mauricio Macri, novo presidente da Argentina, de desvalorizar o peso no 1º dia de mandato: “Não haverá feriado cambial (hoje). Vamos normalizar tudo o que está fora de ordem e não é pouco”, afirmou; ex-jogador de rúgbi e futebol, em entrevista ao ‘Estado de S. Paulo’, ele reforça a intenção da Argentina de se aproximar mais do Brasil: “Nosso destino é o Brasil. E a partir do Brasil vamos nos comunicar com o mundo”
Ministro de Fazenda e Finanças argentino, Alfonso Prat-Gay, indica que não cumprirá a promessa de Mauricio Macri, novo presidente da Argentina, de desvalorizar o peso no 1º dia de mandato: “Não haverá feriado cambial (hoje). Vamos normalizar tudo o que está fora de ordem e não é pouco”, afirmou; ex-jogador de rúgbi e futebol, em entrevista ao ‘Estado de S. Paulo’, ele reforça a intenção da Argentina de se aproximar mais do Brasil: “Nosso destino é o Brasil. E a partir do Brasil vamos nos comunicar com o mundo” (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O ministro de Fazenda e Finanças argentino, Alfonso Prat-Gay, indica que não cumprirá a promessa de Mauricio Macri, novo presidente da Argentina, de desvalorizar o peso no 1º dia de mandato: “Não haverá feriado cambial (hoje). Vamos normalizar tudo o que está fora de ordem e não é pouco”, afirmou.

O dólar oficial é mantido pelo Estado a 9,75 pesos, enquanto no paralelo vale de 14,75 pesos.

Ex-jogador de rúgbi e futebol, em entrevista ao ‘Estado de S. Paulo’, ele reforça a intenção da Argentina de se aproximar mais do Brasil: “Nosso destino é o Brasil. E a partir do Brasil vamos nos comunicar com o mundo” (leia aqui).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email