Presidente do Uber bate boca com motorista do aplicativo

Presidente executivo do Uber, Travis Kalanick foi filmado discutindo com um motorista de seu próprio aplicativo. Em cenas gravadas por uma câmera dentro do carro e divulgadas nessa terça-feira, 28, o executivo troca farpas com o motorista Fawzi Kamel, que reclamou das tarifas cobradas pelo serviço de caronas pagas; executivo se desculpou depois

Presidente executivo do Uber, Travis Kalanick foi filmado discutindo com um motorista de seu próprio aplicativo. Em cenas gravadas por uma câmera dentro do carro e divulgadas nessa terça-feira, 28, o executivo troca farpas com o motorista Fawzi Kamel, que reclamou das tarifas cobradas pelo serviço de caronas pagas; executivo se desculpou depois
Presidente executivo do Uber, Travis Kalanick foi filmado discutindo com um motorista de seu próprio aplicativo. Em cenas gravadas por uma câmera dentro do carro e divulgadas nessa terça-feira, 28, o executivo troca farpas com o motorista Fawzi Kamel, que reclamou das tarifas cobradas pelo serviço de caronas pagas; executivo se desculpou depois (Foto: Aquiles Lins)

247 - Presidente executivo do Uber, Travis Kalanick foi filmado discutindo com um motorista de seu próprio aplicativo. Em cenas gravadas por uma câmera dentro do carro e divulgadas nessa terça-feira, 28, o executivo troca farpas com o motorista Fawzi Kamel, que reclamou das tarifas cobradas pelo serviço de caronas pagas.

Kamel aparece no vídeo afirmando que a Uber exige cada vez mais dos motorista, enquanto os preços cobrados do consumidor seguem reduzindo. "Vocês estão elevando padrões e reduzindo preços", diz calmamente o motorista. "Vocês tinham o modelo de negócio nas mãos. Poderiam ter os preços que quisessem, mas escolheram dar carona para todo mundo".

O executivo, então, fica irritado e responde: "algumas pessoas não gostam de assumir responsabilidade pelas suas próprias besteiras". Logo em seguida, ele bate a porta do automóvel para ir embora. 

Depois que as imagens foram divulgadas, Kalanic enviou um e-mail aos funcionários se desculpando. "Dizer que estou envergonhado é pouco. O meu trabalho como líder é liderar e isso começa com um comportamento que deixe a todos orgulhosos. Não foi o que fiz", escreveu ele, no e-mail enviado aos funcionários.

"Todas as críticas que recebemos é um lembrete de que eu preciso mudar como lider e crescer. Esta é a primeira vez que admito que preciso de ajuda para liderar e pretendo conseguir".

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247