Presidente palestino anuncia suspensão de todos os acordos com Israel

O presidente palestino Mahmoud Abbas informou nesta quinta-feira (25) que decidiu parar de implementar acordos com Israel em meio ao agravamento das relações entre os dois lados

Presidente palestino Mahmoud Abbas
Presidente palestino Mahmoud Abbas (Foto: Mahmoud-Abbas)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik Brasil - O presidente palestino Mahmoud Abbas informou nesta quinta-feira  (25) que decidiu parar de implementar acordos com Israel em meio ao agravamento das relações entre os dois lados.

"Anunciamos a decisão da liderança de interromper a implementação dos acordos assinados com o lado israelense", declarou em discurso na cidade de Ramallah, na Cisjordânia.

O anúncio ocorreu depois da demolição de casas em Wadi Hummus, uma comunidade palestina no sudeste de Jerusalém, na Cisjordânia, área ocupada por Israel e requisitadas pelos palestinos para integrar o seu futuro Estado.

Segundo Abbas, a sua decisão entrará em vigor nesta sexta-feira.

Tel Aviv recentemente anunciou planos para abrir caminho para novos assentamentos na Jerusalém Oriental ocupada por Israel. O movimento foi criticado pela União Europeia (UE) como "um obstáculo à paz", que "continua a minar a possibilidade de uma solução viável de dois Estados".

Além disso, durante a última corrida eleitoral para o cargo de primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu prometeu "estender a soberania" sobre os assentamentosexistentes na Cisjordânia, ou anexá-los.

Tal promessa reflete o plano de paz proposto pelos EUA, apelidado na mídia de "acordo do século", embora seu conteúdo ainda não tenha sido revelado. Os relatos afirmam que se ofereceriam para colocar formalmente os assentamentos sob o controle legal israelense como parte do acordo, uma condição contestada verbalmente pelos palestinos.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email