Presidente turco chama Holanda de “república de bananas”

A crise diplomática entre Holanda e Turquia ganhou novos contornos neste domingo; o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, afirmou que a Holanda está agindo como "uma república de bananas e deveria sofrer sanções internacionais por ter barrado dois ministros turcos que pretendiam fazer comícios no país; "Eles vão pagar caro e vão aprender o que é diplomacia", disse Erdogan; o primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, afirmou que a Turquia está agindo "de forma totalmente inaceitável e irresponsável"

A crise diplomática entre Holanda e Turquia ganhou novos contornos neste domingo; o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, afirmou que a Holanda está agindo como "uma república de bananas e deveria sofrer sanções internacionais por ter barrado dois ministros turcos que pretendiam fazer comícios no país; "Eles vão pagar caro e vão aprender o que é diplomacia", disse Erdogan; o primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, afirmou que a Turquia está agindo "de forma totalmente inaceitável e irresponsável"
A crise diplomática entre Holanda e Turquia ganhou novos contornos neste domingo; o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, afirmou que a Holanda está agindo como "uma república de bananas e deveria sofrer sanções internacionais por ter barrado dois ministros turcos que pretendiam fazer comícios no país; "Eles vão pagar caro e vão aprender o que é diplomacia", disse Erdogan; o primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, afirmou que a Turquia está agindo "de forma totalmente inaceitável e irresponsável" (Foto: José Barbacena)

247 - A crise diplomática entre Holanda e Turquia ganhou novos contornos neste domingo. O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, afirmou que a Holanda está agindo como "uma república de bananas e deveria sofrer sanções internacionais por ter barrado dois ministros turcos que pretendiam fazer comícios no país. "Eles vão pagar caro e vão aprender o que é diplomacia", disse Erdogan.

O primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, afirmou que a Turquia está agindo "de forma totalmente inaceitável e irresponsável."

Esse foi apenas o último capítulo da escalada de tensões entre os dois países que começou no sábado (11), quando o governo da Holanda proibiu o pouso do avião em que estava o ministro turco das Relações Exteriores, Mevlut Cavusoglu.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247