Presidentes de França e Irã conversam em Nova York sobre temas de interesse comum

No marco da realização da Assembleia Geral da ONU, os presidentes da França e do Irã se reuniram nesta segunda-feira em Nova York

Rohani (Irã) e Macron (França)
Rohani (Irã) e Macron (França) (Foto: HispanTV)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

HispanTV - Os presidentes da França, Emmanuel Macron, e do Irã, Hassan Rohani, se reuniram nesta segunda-feira (23), em Nova York. Os dois líderes conversaram sobre temas bilaterais e sobre como reduzir as tensões na região do Oriente Médio e Golfo  Rohani destacou a "Iniciativa de Paz Hormuz", que busca preservar a segurança da região.  

De acordo com o site da Presidência iraniana, Rohani anunciará esta proposta de paz nesta quarta-feira durante seu discurso na Assembléia Geral da ONU, no qual também explicará a posição da República Islâmica sobre assuntos regionais e internacionais.  

Por outro lado, o presidente persa rejeitou durante o encontro com Macron a acusação da França, Alemanha e Reino Unido de que a República Islâmica estava por trás do ataque de 14 de setembro contra duas das principais refinarias da Arábia Saudita.    

Por seu turno, o presidente francês saudou a proposta de segurança regional de Rohani e depois descreveu os esforços de Paris para ajudar a implementar o acrodo nuclear.   

A agenda de Rohani em Nova York inclui reuniões com vários chefes de Estado e de Governo, o Secretário Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Antonio Guterres e líderes de organizações internacionais.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email