Primeiro-ministro sueco desmente acusação contra Lula

O ex-presidente do Brasil Lula da Silva quer que o primeiro-ministro sueco Stefan Löfven (Social Democrata) seja chamado como testemunha no julgamento da Operação Zelotes sobre o assunto dos aviões caça Gripen NG, um negócio de 36 bilhões de dólares entre Brasil e Suécia; o primeiro-ministro concedeu entrevista a um jornal sueco e praticamente antecipou o que irá dizer à justiça brasileira; "É uma declaração falsa, afirma Stefan Löfven. Eu nunca estive reunido em um quarto de hotel com Lula e Dilma", afirmou

www.brasil247.com - O ex-presidente do Brasil Lula da Silva quer que o primeiro-ministro sueco Stefan Löfven (Social Democrata) seja chamado como testemunha no julgamento da Operação Zelotes sobre o assunto dos aviões caça Gripen NG, um negócio de 36 bilhões de dólares entre Brasil e Suécia; o primeiro-ministro concedeu entrevista a um jornal sueco e praticamente antecipou o que irá dizer à justiça brasileira; "É uma declaração falsa, afirma Stefan Löfven. Eu nunca estive reunido em um quarto de hotel com Lula e Dilma", afirmou
O ex-presidente do Brasil Lula da Silva quer que o primeiro-ministro sueco Stefan Löfven (Social Democrata) seja chamado como testemunha no julgamento da Operação Zelotes sobre o assunto dos aviões caça Gripen NG, um negócio de 36 bilhões de dólares entre Brasil e Suécia; o primeiro-ministro concedeu entrevista a um jornal sueco e praticamente antecipou o que irá dizer à justiça brasileira; "É uma declaração falsa, afirma Stefan Löfven. Eu nunca estive reunido em um quarto de hotel com Lula e Dilma", afirmou (Foto: Leonardo Attuch)


Do Cafezinho – Os savonarolas tupiniquins terão um pouco de dificuldade para convencer estrangeiros a participar da suruba nacional, que inclui, evidentemente, brincar de caça a Lula.

***

Primeiro-ministro sueco desmente procurador da Zelotes

Por Wellington Calasans, Colunista do Cafezinho, na Suécia

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O ex-presidente do Brasil Lula da Silva quer que o primeiro-ministro sueco Stefan Löfven (Social Democrata) seja chamado como testemunha no julgamento da Operação Zelotes sobre o assunto dos aviões caça Gripen NG, um negócio de 36 bilhões de dólares entre Brasil e Suécia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Primeiro-ministro concedeu entrevista a um jornal sueco. Afirmou que ainda não foi notificado oficialmente e praticamente antecipou o que irá dizer à justiça brasileira:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

– Não tenho nada a ver com isso, diz ele.
– É uma declaração falsa, afirma Stefan Löfven.
– Eu nunca estive reunido em um quarto de hotel com Lula e Dilma, disse o Primeiro-ministro sueco.
A mesma publicação afirma que é exatamente isso que a defesa de Lula pretende ouvir de Löfven no processo.
– Queremos que o primeiro-ministro da Suécia deixe claro que Lula da Silva não fez nada de ilegal, diz o advogado de Lula, Cristiano Zanin ao jornal sueco.

Segundo o procurador da República Frederico Paiva, o caso dos caças suecos foi “tramado” em um quarto de hotel na África do Sul durante o funeral de Nelson Mandela em 2013. Lula da Silva, então, teria encontrado Stefan Löfven e a então presidenta Dilma Rousseff. Lula não era mais o presidente, mas segundo Frederico teria usado a influência política para consolidar o negócio.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email